top of page

A empresa ansiosa

Melhor isso do que nada — pseudo tratativas e paliativos do dia a dia em recursos humanos.



Se você trabalha em alguma parte da área de recursos. Eu posso apostar que você provavelmente deve ter se acostumado a ouvir: “- Melhor isso do que nada.”

O que por si não seria um problema, afinal muitas vezes um band-aid resolve..., mas quando isso virá jeito de ser, e pulamos repetidamente tratamentos em favor do alívio imediato… e repetimos remendos aqui e ali, gastando energia e tempo em muitas ações eficientes para evitar gastar energia e tempo em poucas ações eficazes.

Sua empresa está ansiosa? E só saber quanto tempo você tem para gastar em diagnóstico, planejamento e avaliações de ações.

Quando um novo problema cai na sua tela, ele já vem com expectativa de solução e prazos? Você consegue discutir e analisar possíveis abordagem para a solução? E depois que algo foi feito, alguém analisa a efetividade do realizado?

Analgésicos para dormir, estimulantes para acordar, hormônios para emagrecer, anabolizantes para inflar e excitantes para “amar”, são referências para as empresas no dia a dia. Afinal empresas não são mais que um reflexo das pessoas que as compõem.

Proposito, parcerias e excelência viram palavras bonitas criadas com photoshop sobre realidades anoréxicas.

Solução tem, mas é preciso coragem e determinação da liderança para baixar a adrenalina e olhar além dos resultados do trimestre.

Como na vida muitos dirigentes só percebem o grau de ansiedade da empresa após ou durante uma grande crise. Mas diferentemente dos indivíduos, com só um corpo e uma mente para cuidar, dirigentes, investidores e conselheiros podem trocar de empresa ou vende-las, tomar uma aspirina e dormir tranquilamente… mas essa é outra história.




39 visualizações0 comentário
bottom of page