top of page

Que banda tocas? Gestão por Processos, Gestão de Processos ou sem gestão mesmo



Imagem com o quadro Gestão por. gestão de ou ausência de processos

De um mundo de startups ágeis a corporações engessadas colossais, a orquestração de tarefas e a busca pela excelência operacional se tornaram mais cruciais do que nunca, ou não?. 

É aí que entram em cena os maestros da organização: a gestão por processos, gestão de processos e o anfitrião da banda de amigos do domingo . Mas qual é a diferença entre esses três maestros e qual melodia cada um rege?

A Sinfonia da Gestão de Processos:

Imagine sua empresa como uma banda de rock. Cada músico, com seu instrumento e talento único, precisa tocar em harmonia para criar uma música épica. A gestão de processos é como o maestro dessa banda, mapeando cada nota, cada acorde, cada transição, garantindo que a melodia flua com precisão e coesão.

Nessa abordagem, os processos são o centro das atenções. Cada passo de cada tarefa é documentado, analisado e otimizado, transformando o caos em uma coreografia impecável. O resultado? Uma empresa mais eficiente, produtiva e competitiva, pronta para enfrentar os desafios do mercado com a maestria de um virtuoso.

A Orquestra da Gestão por Processos:

Mas a gestão de processos não se limita apenas a reger os instrumentos. Ela vai além, compondo a própria sinfonia da organização. Nessa abordagem, os processos se tornam a espinha dorsal da empresa, definindo sua estrutura, cultura e estratégia.

Aqui, os departamentos não são ilhas isoladas, mas sim partes interligadas de um todo maior. A comunicação flui livremente, a colaboração é a norma e a visão holística impera. O resultado? Uma empresa coesa, ágil e resiliente, preparada para navegar pelas mudanças do mercado com a flexibilidade de um jazzista experiente.

A cacofonia da Ausência de Processos:

Enquanto a gestão de processos rege a sinfonia e a gestão por processos compõe a melodia, a ausência de processos é como uma banda de amigos que se encontra ao acaso, sem ensaio, dependendo da virtuosidade dos elementos e do dia para tocar mais ou menos desafinada. Sem um norte, sem organização, sem clareza, o sucesso passa a ser pura sorte, melodias que nunca se repetem, tentativas e cacofonias esperançosas (mas com liberdade e diversão :) )

Tarefas se perdem em um emaranhado de e-mails e reuniões improdutivas. Funcionários se sentem desmotivados e desorientados, sem saber qual o próximo passo a ser dado. A empresa patina, estagnada, incapaz de alcançar seu potencial.

Qual Maestro Regerá Sua Empresa?

A escolha do maestro que regerá sua empresa depende do ritmo e da ambição do seu negócio. Se busca eficiência e coesão, a gestão de processos é a sua melodia. Se busca eficacia, transformação e agilidade, a gestão por processos é a sua sinfonia. E se busca o caos e a total liberdade a ausência de processos te espera de braços abertos.

Mas lembre-se, maestro: a música da empresa é composta por todos. Cada colaborador, cada departamento, cada processo, cada cliente, cada parceiro, cada desafio, cada conquista, contribui para a melodia que define o sucesso do seu negócio.

Então, escolha seu maestro com sabedoria, regue sua empresa com paixão e componha a trilha sonora épica que levará seu negócio ao topo!

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page