top of page

Como estão suas histórias?


O ano de 2020 foi vivido e recebido por cada um de nós de um jeito diferente: difícil, transformador, doloroso, renovador, chegando até mesmo a ser encarado por alguns como um ano que não existiu tamanha a impossibilidade de acontecimentos para defini-lo como tal.


As histórias foram construídas, mesmo que não se tenha dado conta disso, elas transpiram pelos poros e exalam aquilo que pensamos, agimos, decidimos realizar ou não.


Você foi protagonista? Consegue eleger histórias construídas a partir das suas experiências que fizeram sentido e diferença para si mesmo e/ou para seu entorno?


Sabia que você pode revisitar suas histórias e entendê-las melhor? Pode compreender como comunicá-las mais eficientemente e utilizá-las para alavancar negócios?


Existem caminhos já traçados para isso. Os bastidores das narrativas reservam oportunidades para você aprender a utilizar a escrita como ferramenta que possibilita dar sentido as suas experiências, identificando obstáculos, dificuldades e maneiras para resolver o que está te impedindo de prosseguir com autenticidade e escrever um enredo que você queira aplaudir no final.


Não é difícil pensar que desfechos memoráveis, obstáculos que determinam pontos de virada que mudarão a vida do personagem, protagonistas interessantes e incomuns sejam privilégio de histórias que habitam os livros, os filmes ou as séries da Netflix, Amazon Prime, etc. Em parte, por que é comum as pessoas reservarem para as suas histórias o que não necessariamente as tornam atraentes e deixam de conectar com a beleza e as oportunidades impressas nas entrelinhas.


O que você deseja comunicar e quais resultados deseja obter através das suas histórias?

Hoje em dia se fala muito sobre Storytelling, das técnicas oferecidas através dele para organizar os elementos de uma história (real ou não) e entregá-las de uma forma interessante e impactante.

A essência do Storytelling está conosco desde sempre, somos capturados por boas histórias e somos constituídos por milhares delas. O cérebro quando escuta uma história que chama a sua atenção, se comporta como um protagonista e se vincula com o que está sendo contado. As técnicas disponíveis possibilitam a conexão com este “contar histórias” com mais assertividade e focado em um resultado específico, com um propósito.


Segundo James McSill, para criar histórias que impactam a vida das pessoas, você precisa entender que o movimento antes de tudo começa em você.

  • Que histórias você deseja continuar no próximo ano?

  • Que histórias deseja escrever a partir de agora?

Estamos nos aproximando de 2021 e antes de desejar que este novo ano, seja diferente, ou melhor, desejamos que VOCÊ tenha todos os recursos necessários para viver o que for.

Que esteja confiante e se sinta potente para escrever os próximos capítulos da sua história e que estes capítulos sejam primeiramente, coerentes e significativos para você.


Conte conosco!

18 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page